Feeds:
Posts
Comentários

Do blog do Profº Chassot para o meu: Carta de gratidão à Attico Chassot 

[Cristiana Passinato] [crispassinato3@gmail.com] [http://pesquisasdequimica.com] 
[ao som de Elis – Cais] nossa, Prof, mestre e padrinho (do meu humilde espaço que dia-a-dia cresce), assim me leva LITERALMENTE às lágrimas. O seu destaque e contundência, mais uma vez utilizo desse termo, pois é de fato o que acho, fizeram-me debulhar, sem nenhuma brincadeira. Pode parecer infantil ou bobo, mas nunca havia sido citada por um nome como o senhor, pois apesar de já amigo e termos proximidade, senti-me honrada, pois tenho um carinho imenso, mas antes disso uma admiração por sua obra e trabalho, então é um misto de mito e amigo quase pai, que me envolve que não tem como as lágrimas não brotarem. Professor, é com imensa gratidão que vou aprontar e oferecer as surpresas que disse, e pra isso terei que ir ao seu encontro aqui no Rio, nem que eu o pegue na porta de algum auditório e que eu possa pessoalmente poder agradecer e abraçá-lo, é questão de gratidão e honra pra mim. Muito, mas muito obrigada mesmo, ao senhor, aos colegas, à Thaiza, a Quimiloka mais doce que já vi…Obrigada ao Emiliano, Brudna e Alcione por nos abrilhantar e trazer suas contribuíções e generosamente apresentarem-se tb, em especial de última hora ao Brudna que aliás, irá parece que coordenar uma feira de Livros Científicos, vou pedir detalhes e repassar ao senhor, enfim… Não tem mais jeito e estamos mesmo todos unidos, mesmo que sem perceber em prol dessa educação quase que instantânea on line. Agora, mais que nunca, temos que primar por nossa união e qualidade do que de nossos espaços sai, para que possamos a cada dia sermos mais reconhecidos e não aplaudidos, pois isso é com tempo e é conseqüência, mas sim, referenciados, visitados, utilizados, como principalmente fonte de conhecimento e interação para a Educação efetiva em Química e lutarei cada dia por isso, mais e mais… Mesmo que só sejam impressões pessoais, prof, as suas impressões já contribuem para formar opinião de muitos, pois o senhor fez e faz parte da formação de muitos professores e estudiosos do Ensino de Quím.Por isso, nós temos que honrar essa citação a partir de sempre. E se já dignificávamos o nosso trabalho com empenho de sol a sol, agora teremos que ainda mais, pois é o seu nome que o senhor uniu aos nossos nessa apresentação que veio a ser tão elogiada, percebe-se o seu sucesso a cada comentarista que aqui chega e registra sua impressão e pelo retorno de virem também a ele e inda postarem seus comentários, o que sabemos que muitas vezes é bem dificultado. A leitura de um blog e a postagem de comentários é sempre muito rara, quando temos serviços prestados, a coisa é facilitada, mas quando o blog é contextual tão somente é complexo mesmo, difícil, tive um blog anteriormente que pouquíssimos os que se manifestavam, passei a criar um espaço de livro de visita e assim conseguiram postar mais comentários, mas mesmo assim frente às estatísticas que já eram boas, não se chegava nem aos 5 % citados pelo senhor nessa blogagem. No Pesquisas é mais fácil, pois postamos comentários de exercícios.Oferecemos ajuda e explicações, então acabamos por “puxar” do nosso público alvo que é mais familiarizado com os recursos de blogue que qualquer outro público qualquer e eles na lingüagem deles, sem rótulos, postam e se comunicam, e isso é bem curioso, como eles tentam e até ensinam-nos a efetivar o principal: a comunicação, 🙂 Pra eles, o que vale é interagir e o mais rápido possível, pois eles estão acostumados ao msn, skype, orkut que é quase que instantaneamente rebatido e nos chats on line e tudo mais. Professor, eu realmente gostaria tanto de ajudá-lo tão mais quanto á divulgação de seu blog, eu vou elaborar algo e colocar nas minhas principais, e tenho certeza, teremos muito a comentar e ler, muito o que fazer e interagir. Ah! Quanto quando li que o senhor sentia-se nervoso, senti o mesmo nervoso pela madrugada, engraçado, coisas da atmosfera criativa, quem sabe? Tanto que nos falamos de madrugada, que curioso, não? O que importa que deu tudo certo e Deus foi misericordioso!É com imenso carinho que acolho e retribuo aos abraços e afagos que sempre envia tão carinhosa e calorosamente em suas mensagens e mais uma vez quero externar a minha imensa e eterna gratidão para com esse gesto lindo que o senhor nos deu como presente, a mim e aos colegas do quinteto bloguista apresentado. Um grande abraço, com os mesmos afagos de sempre, 🙂 Cris Destaco da última blogagem, porém recomendo a ida ao blog de excelente qualidade sobre as idas e vindas e trabalhos, apresentações do Prof, o seguinte trecho: “[…] É preciso nos darmos conta do quanto com blogues podemos usufruir de uma rapidação [uso esta palavra que já cunhei há muito, mas que hoje parece conjugar qualidades muito exigentes que estão presentes nos blogues: rapidez + ação] na difusão do conhecimento… um livro chega levar dois anos entre o tempo de entrega a uma Editora e seu ‘vir a lume’. Num blogue o que produzimos hoje, é lido hoje. E mais esses escritos são menos efêmeros que se imagina. Não raro, meses depois de postado um assunto, estamos recebendo retornos ao mesmo. Lamento apenas que nossos leitores não tenham o hábito comentar os escritos. Menos de 5% dos leitores que visitam meu blogue deixam comentários.Antes de mostrar o meu blogue como um artefato cultural que acredito possa ser objeto empírico para a defesa de minha tese – os blogues como artefatos culturais pós-modernos para se fazer Educação à distância de maneira não formal’ –, queria apresentar uma seleção de blogues que podem ser classificados como de Educação Química. Sei que deve haver outros. A mostrada desses cinco implica apenas no meu reconhecimento ao trabalho que fazem esses cinco educadores. Não significa também que trazê-los aqui eu – e muito menos a Sociedade Brasileira de Química – esteja avalizando o que ensinam. Repito que a trazida aqui é muito mais o reconhecimento de minha admiração ao trabalho de qualidade e inovador feito por cinco bloguistas.Sei que há outros, inclusive aquele da Química Nova na Escola. Escolhi apena blogues pessoais e vou apresentá-los em ordem alfabética: Alcione Torres Ribeiro – BA/ Cristiana Passinato – RJ/ Emiliano Chemelo RS/ Luis Brudna – RS/ Thaisa Montine – GO. [Durante o desenvolvimento de meu segmento apresentei a página de abertura de cada um destes cinco blogues segunda de comentários a cerca de cada um]Apresentados esses cinco blogues queria trazer algumas dimensões do meu ser bloguista. Minha análise pode ser suportada pela tentativa de compartilhar, aqui e agora, respostas a duas interrogações: O que escrevo? Por que escrevo? A primeira é de fácil resposta. A segunda já mereceu contribuições de leitores de diferentes linguagens e países. Já antecipo que talvez ainda tenha que buscar ajudas psicanalíticas para responder a segunda pergunta. Quase antecipo que nesse segmento só dê conta da resposta a primeira das perguntas.Mas antes de responder– ou melhor, tentar responder – uma e outra das perguntas, é preciso dizer que a cada dia colocar algo com um determinado cuidado literário, correspondente a três páginas de um livro como o “Educação Química no Brasil” lançado ontem do qual a Coordenadora desta Mesa é uma das organizadoras, não é trivial. Como este livro tem cerca de 300 páginas, significa a produção escrita do blogue corresponderia a produção de mais de 3 livros como este por ano.A demonstração da quantidade do material produzido surpreendeu até a mim, quando ontem à noite fiz esse cálculo. Devo dizer que já tive convite de um Editor para fazer seleção de algumas edições do blogue para publicá-las em suporte papel.Esses dados são facilitadores para responder a primeira pergunta: O que escrevo? As edições diárias têm perfis diferenciados, mas tem um fio condutor: um discreto diário. Parece-me, mesmo que vá falar de um assunto acadêmico mais árduo, que preciso dar a cada edição uma marca pessoal. Esse cunho pessoal tem duas faces: uma, um dose (aqui confessada) de exibicionismo do bloguista e outra, certo voyeurismo dos leitores; essas duas faces são como nos programas do tipo big brother. Essa marca do pessoal pode ser um discreto comentário meteorológico (e isso já deu azo a obter a revelação de uma leitora, que vou contar adiante). […]”http://achassot.blog.uol.com.br/http://crispassinato.wordpress.com/2008/07/26/gratidao-eterna-ao-prof%c2%ba-chassot-eneq-2008/http://meioambientequimicaederivados.blogspot.com/2008/07/do-blog-do-prof-chassot-para-o-meu.htmlhttp://meioambientequimicaederivados.blogspot.com/

— 
Profª Cristiana Passinato
Apresentação (Espaço Empresarial):
http://espaco-empresarial.blogspot.com/2008/07/prof-cristiana-de-barcellos-passinato.html
Orkut:http://www.orkut.com.br/Profile.aspx?uid=5437259068628347854
Aulas particulares de Química, Física e Matemática. 
Tels: 9692-9493, 3158-9511 e 2417-2958.
http://pesquisasdequimica.com – site de ensino
gtalk/msn/meebo: crispassinato3@gmail.com
skype: crispassinato

Arquivo de Memória do Pesquisas de Química: https://sites.google.com/site/textoscristiana/carta-de-gratid%C3%A3o—eneq-2008—prof%C2%BA-chassot


Obrigada, CPAI – UFRJ – Macaé!


De verdade muito emocionada… =)
Ser citada e ver pela primeira vez isso é muito emocionante.

Blog do Rafael Mori

imagens-audiodescritas-atomismo.jpg

Nos dias 15 e 18/07, dois grupos cumpriram mais uma semana de nosso ciclo de seminários sobre dissertações que investigaram livros didáticos. De novo, houve a coincidência de que os dois trabalhos escolhidos possuem temas próximos.

O grupo da manhã, formado por Arthur e Fernanda, analisou a dissertação Análise de imagens audiodescritas em um livro didático: um olhar da epistemologia de Gaston Bachelard no ensino de química para cegos (PASSINATO, 2017), o que possibilitou que, pela primeira vez nesta disciplina, pudéssemos contemplar o assunto da educação especial na perspectiva inclusiva. Já o grupo da noite, constituído por Daniel, Isabela, Mayara, Vanessa e Vitória, tratou do trabalho Análise estrutural de analogias em livros didáticos de Química (ALVARENGA, 2017).

Vamos falar sobre os dois trabalhos seminários em duas seções.

Dos obstáculos epistemológicos de Bachelard às imagens audiodescritas num livro didático de química

A dissertação de Cristiana Passinato se inicia com a discussão de…

Ver o post original 4.147 mais palavras



%d blogueiros gostam disto: