Feeds:
Posts
Comentários

Archive for fevereiro \29\-03:00 2020


#Repost @iqufrj
• • • • • •
O Conselho Regional de Química da 5ª Região vem pronunciar-se veementemente contra um vídeo que está circulando nas redes sociais de compartilhamento de mensagens. Nele, um cidadão se intitula “químico autodidata” (químico sem formação acadêmica), ex funcionário e ex proprietário de indústrias químicas e pronuncia verdadeiros absurdos com relação à utilização do álcool gel para a saúde. O indivíduo, contrariando autoridades sanitárias, afirma que o produto não é suficientemente capaz de desinfetar ou tirar os germes das mãos. Para ele, o “álcool gel não mata nada” e é comercializado apenas com o intuito de grandes empresas lucrarem, sem função alguma para o organismo humano.

Na contramão disto, o CRQ-V afirma que o álcool gel funciona perfeitamente bem e seu uso é essencial em laboratórios, hospitais e outros ambientes. Em um momento delicado para a saúde global, onde o mundo inteiro encontra-se em alerta com relação ao coronavírus, o uso deste produto, bem como outros métodos de higienização e esterilização, é essencial para que se mantenha a higiene e saúde humana. Sua composição química incluindo hidroximetilcelulose (ou outro espessante) e álcool é simples e permite que o produto, em forma de gel, se espalhe da melhor forma na pele.
Lembre-se de sempre buscar informações em fontes seguras, principalmente quando o assunto é sua saúde.

A imagem pode conter: 1 pessoa, texto que diz "iqufrj FAKE NEWS VIDEO DO DO WHATSAPP DE UM SUPOSTO QUÍMICO FALANDO DO 70"

Minha fala sobre:

 

Read Full Post »


O esquema clássico desenvolvido a partir da década de 1880, no qual os cátions são divididos em cinco grupos dá o resultado visto neste quadro-resumo para os precipitados dos quatro primeiros grupos. No caso do grupo V, a identificação é individual, visto que eles não precipitam (Be, Mg, Li, Na, K, Rb, Cs) com os reagentes dos grupos anteriores.

87484475_3220406051321778_8768642662153584640_o

Eis um resumo visual dos precipitados obtidos quando se aplica a marcha analítica dos cátions a uma solução aquosa: cloretos, sulfetos, hidróxidos e carbonatos, com suas cores e texturas características. Fica bem como protetor de tela de computador.
Fotos obtidas junto ao Printerest, Instagram, Wikipedia e nosso trabalho experimental.

Visite também: QAQI UFRJ no Facebook

Read Full Post »


THC1Espectrômetro Raman portátil ajuda na determinação de canabinóides na maconha e seus derivados.
Vejam:
Baixe o artigo em:

Read Full Post »


A partir dos anos 1970, o ato de pipetar diretamente com a boca começou a ceder lugar às peras e às pipetas automáticas ajustáveis, conforme se vê na figura. A pera por si já aumenta enormemente a segurança, mas a pipeta automática tem ainda a vantagem de ser bem mais precisa. Ao invés de tomar um volume mais ou menos aproximado de solução com o sistema de sucção impreciso da boca, obrigado a ajustes frequentes com o dedo (quando isso não falha), as pipetas automáticas são ajustáveis, calibráveis e padronizadas para liberar o volume desejado de uma solução. Maior precisão, resultados mais confiáveis, menos chance de contaminação e, sobretudo de acidentes.
Hoje em dia, é impensável que a atitude de pipetar com a boca seja uma prática de um laboratório, veja o que diz um dos itens da Norma Regulamentadora 32 (NR-32).

Fonte: https://www.facebook.com/QualitativaInorgUfrj/

Read Full Post »


1920px-Synthesis_Bisphenol_A.svg

Olá pessoal, recebi uma mensagem no Facebook que dava conta de uma informação importante para todos nós. O fato é que existem plásticos que para serem fabricados utilizam o Bisfenol A (BPA).

1920px-Bisphenol_A.svg

Vejam abaixo a informação:

Sabe aqueles copinhos de plástico que seu paciente ou você ama tomar cafezinho no ambiente de trabalho? Então pare agora e leia esse post!!! 🤚🏼 Há muitos anos oriento as pessoas à levarem suas próprias xícaras de casa, e sempre que alguém me relata que trabalha em escritório ou banco, no mesmo instante passa na minha cabeça: essa pessoa deve tomar um monte de café naqueles copinhos de plástico inundado de bisfenol. 😫 E pimba: acerto na mosca rs! O que acontece é que o plástico é fonte em Bisfenol A (BPA), uma unidade sintética de polímeros de policarbonato e resinas epóxi, que é encontrado principalmente em embalagens de alimentos, garrafas plásticas e latas. O maior agravante é que quando colocamos algum alimento quente em uma embalagem plástica, o plástico libera uma quantidade muito maior dessa substância química para o alimento. 🤦🏻‍♀️ O bisfenol A é associado como um desregulador endócrino, com ação estrogênica, possuindo forte relação com CA de mama, endometriose e infertilidade – incluindo disfunção ovariana e uterina em mulheres e disfunção sexual em homens. Tem sido apoiado por vários estudos como um possível composto endócrino com ação diabetogênica, mostrando que em doses baixas, atua diretamente nas células pancreáticas, induzindo o comprometimento da secreção e ação da insulina, desencadeando resistência à insulina, além de apoptose (morte) das células produtoras de insulina. 💉
Por isso, não aqueça os alimentos em embalagens plásticas, e muito menos consuma café e bebidas quentes em copos de plástico. Leve sua xícara de casa, combinado? 😘⁣⁣
Int. J. Environ. Res. Public Health 2016, 13, 989.


1024px-Lexan.svgFui buscar o que era o Bisfenol A, e em breve busca descobri que o que a médica comentou confere e as informações são confiáveis, mas ao postar nas minhas redes sociais e as que administro chegaram as dúvidas super pertinentes:

  • É só no plástico do copinho do café que libera o BPA quando aquecido?
  • A cápsula de café de cafeteiras expresso também libera-se tal composto?
  • Quais os plásticos que liberam BPA quando aquecidos?
  • Como identificar o plástico que estou aquecendo pra saber se é o que libera o BPA?

Então, vamos com calma que responderei uma a uma. Essas são dúvidas mais frequentes sobre o assunto:

Lá vai!

  • Não. Todo plástico que usa o BPA em sua fabricação pode quando aquecido liberar a substância nociva ao seu organismo;
  • Não. Pois a cápsula de café que fabricantes de café expresso utilizam, geralmente são de alumínio (metal reciclável) e não usam plásticos;
  • Os policarbonatos ou resinas epóxi, principalmente;
  • Embaixo da embalagem plástica existe um símbolo do plástico de que é feito o artefato aquecido. Cada plástico tem um símbolo. Procure no Google sempre qual o plástico que está na embalagem pelo seu símbolo e depois procure se é um desses plásticos que liberam o BPA quando aquecidos.

Seguindo esses passos para pesquisar se o plástico libera ou não o BPA, você pode estar se protegendo dessa contaminação que pode causar danos ao seu organismo como a Dra Danielle Rocha disse no seu anúncio no Facebook.

Saiba mais sobre o Bisfenol A (BPA):

https://www.endocrino.org.br/bisfenol/

https://www.tuasaude.com/bisfenol-a/

Read Full Post »

Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: